Sintomas de intoxicação alimentar totalizam 930 pessoas.

A cidade de Toyama anunciou no dia 17 que um total de 930 pessoas, incluindo professores e funcionários, estavam ausentes, ausentes do trabalho ou saíram prematuramente devido a sintomas como diarreia e dor abdominal em 18 escolas municipais de ensino fundamental e médio e creches no cidade. Todos são leves, mas a causa está sendo investigada pelo posto de saúde da cidade em relação a sintomas como intoxicação alimentar, incluindo vômitos e febre. A repartição é um total de 830 pessoas em 9 escolas primárias e 4 escolas secundárias, e um total de 100 pessoas em 5 creches. De acordo com a secretaria municipal de educação, o leite que era comido e comido em comum no dia 16 nessas 13 escolas de ensino fundamental e médio era entregue pela mesma empresa da cidade na manhã do dia e mantido refrigerado até antes da escola almoço. Na creche, o leite era fornecido duas vezes ao dia para lanches no dia 16. Leite dos mesmos vendedores das 13 escolas também foi fornecido em outras escolas, mas não aparecem queixas de sintomas semelhantes a partir do dia 17, segundo pessoas a par do assunto. O posto de saúde da cidade examina os ingredientes guardados para fiscalização no dia 16, incluindo merenda escolar e lanche nas creches, mas as escolas com faltas ficam no dia 18 e as creches no dia 19. Esquece a oferta. Além disso, a Escola de Ensino Fundamental da Universidade de Toyama, na mesma cidade, também revelou no dia 17 que 18 crianças faltaram e 14 saíram mais cedo devido a sintomas de intoxicação alimentar. Diz-se que foi fornecido leite para o almoço no dia 16 e que o fornecimento de leite foi interrompido no dia 17. Em 1998, uma intoxicação alimentar em massa causada por leite para merenda escolar ocorreu na cidade de Toyama. Havia um risco para a saúde de 961 pessoas que beberam leite armazenado em um tanque com um sistema de resfriamento com defeito.

Sintomas de intoxicação alimentar totalizam 930 pessoas.