Confirmação de 30 subtipos de cepa Omicron, Preocupações com a reinfecção.

O Governo Metropolitano de Tóquio realizou no dia 25 uma reunião de monitoramento das medidas contra o novo coronavírus. Um subtipo da cepa Omicron, "BA.2", que se diz ter forte infectividade, foi confirmado em 30 pessoas por análise do genoma de dezembro a janeiro do ano passado, e 25 delas são consideradas adquiridas na comunidade. relatado. Especialistas disseram: "Precisamos ficar de olho nas tendências", pois o número de pessoas infectadas em Tóquio ainda está em um nível alto e há preocupação de que a infecção se espalhe novamente se a substituição por subtipos progredir. No teste de PCR para cepas mutantes realizado pela prefeitura durante 7 dias até o dia 21 deste mês, foi confirmado que 4 pessoas eram suspeitas de serem "BA.2". Mitsuo Kaku, presidente do conselho de especialistas do iCDC (Centro de Controle de Doenças Infecciosas) de Tóquio, disse que 4,2% das 95 pessoas infectadas por corona testadas estavam cautelosas. O número médio de pessoas recém-infectadas em Tóquio por semana era de cerca de 13.000 a partir do dia 23, uma diminuição de cerca de 1.500 em relação à semana anterior. Por outro lado, o número de pacientes hospitalizados aumentou de 18 para 4.172, e o número de pacientes gravemente doentes não diminuiu. Masataka Inoguchi, vice-presidente da Associação Médica Metropolitana de Tóquio, disse: "Se a situação for prolongada, o sistema de prestação de cuidados médicos enfrentará uma crise".

Confirmação de 30 subtipos de cepa Omicron, Preocupações com a reinfecção.