China acusa EUA da maioria dos ciberataques no mundo.

O Governo chinês acusou os Estados Unidos de serem a fonte da maioria dos ciberataques mundiais e escutas telefônicas, após Washington denunciar ciber ataques de grande amplitude realizados a partir da China. O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês Zhao Lijian disse que os EUA espiam “tanto rivais como aliados”, numa reação às acusações, feitas em conjunto com o Canadá, União Europeia, Reino Unido, Japão, Austrália e Nova Zelândia, sobre a alegada ligação de Pequim ao ciberataque global contra a Microsoft, que atingiu 250.000 sistemas em todo o mundo, em março. Esse ataque afetou instituições como a Autoridade Bancária Europeia, o parlamento norueguês e a Comissão do Mercado Financeiro do Chile. Washington disse que o Ministério de Segurança do Estado da China, o principal órgão de informações do país, “contrata” piratas cibernéticos para realizar “operações globalmente proibidas”, como extorsão, sequestro de criptografia e roubo financeiro de vítimas em todo o mundo.

China acusa EUA da maioria dos ciberataques no mundo.