A Amazon é multada em cerca de 97 bilhões de ienes por "violação das regras de dados pessoais da UE"

Foi revelado que a gigante de TI dos EUA, Amazon, foi multada em cerca de 97 bilhões de ienes em ienes japoneses pelos reguladores de Luxemburgo por violar as regras da UE-União Europeia em relação ao manuseio de dados pessoais.

Isso foi revelado em um relatório de valores mobiliários divulgado pela Amazon no dia 30 do mês passado.

De acordo com ele, o regulador de privacidade de Luxemburgo decidiu impor uma multa à Amazon no dia 16 do mês passado por violar o Regulamento Geral de Proteção de Dados da UE = GDPR sobre a exibição de anúncios aos consumidores.

Luxemburgo é o lar da sede europeia da Amazon.

A multa é de 746 milhões de euros, o que equivale a cerca de 97 bilhões de ienes em ienes japoneses, que é a maior violação do GDPR de todos os tempos. O GDPR exige que as empresas notifiquem os indivíduos sobre a finalidade de uso e obtenham seu consentimento ao coletar dados pessoais na UE, e está em operação há três anos. A Amazon argumenta que "discordo totalmente das decisões das autoridades. As decisões são baseadas em interpretações subjetivas e não verificadas." O Google também se recusou a impor multas sobre o manuseio de dados pessoais por reguladores franceses.

A Amazon é multada em cerca de 97 bilhões de ienes por "violação das regras de dados pessoais da UE"